Programa Na Mão Certa

Globo Estrada debate vício nas rodovias e saudades do lar

No programa 15, transmitido no dia 9 de junho, a produtora da Rádio Globo SP Raquel Rodrigues entrevistou ao vivo o professor Elder Cerqueira-Santos, coordenador da pesquisa O Perfil do Caminhoneiro no Brasil, versão 2010.

Continuando a análise comparativa em relação à pesquisa de 2005, o professor falou sobre o comportamento dos caminhoneiros em relação ao uso de álcool, cigarro, drogas ilícitas e estimulantes.

A pesquisa mostra que apesar do uso de álcool ter aumentado, o consumo tem assumido um caráter mais recreativo. Outros índices mostram que 70% dos motoristas não são fumantes (aumento de 5% em relação a 2005) e que 15% afirmam ter consumido algum tipo de estimulante no último ano (sendo que 2% consomem com freqüência).

Um dos índices de maior destaque refere-se ao baixo uso de drogas ilícitas (menos de 1%), mesmo em um ambiente reconhecidamente propício para a prática como as estradas.

Já no programa 16, transmitido em 16 de junho, o pesquisador disse ao jornalista Pedro Trucão que o tempo longe de casa é uma dos maiores reclamações dos caminhoneiros, com 60% das citações relativas ao tema. A pesquisa também aponta que 80% dos entrevistados deixam família em casa, sendo 65% casados e 15% com união estável.

A média nacional do tempo passado fora de casa vem diminuindo, chegando a 17 dias em 2011. Em 2005, esse número chegava a 20 dias. Apesar disso, a saudade do lar ainda é um fator de grande sofrimento para o profissional. “Em nome da profissão, ele às vezes não está perto da família em uma data importante”, diz o professor. “Isso traz um lado emocional que o profissional revela nessa pesquisa”.

Ouça o áudio dos programas abaixo:

09/06/2011 - Programa Globo Estrada Na Mão Certa

16/06/2011 - Programa Globo Estrada Na Mão Certa

 

 

  Leia também  

Programa Na Mão Certa elabora indicadores
Pesquisa aponta para escassez de mão de obra
Ação Empresarial: Treelog valoriza o profissional de transporte
Estudo mapeia exploração sexual nas estradas
Atendimento não revitimizante já vigora
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar