Programa Na Mão Certa

De olho no assunto

Teresina lança projeto de atendimento

Os casos de violência sexual infanto-juvenil são os mais recorrentes entre as denúncias levadas aos Conselhos Tutelares de Teresina. De olho nesta realidade, há cerca de dois meses foi lançado o projeto Bem Me Quer, que consiste na implementação do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Violência contra Crianças e Adolescentes (PAIR). O objetivo é fortalecer o atendimento de crianças e adolescentes vitimas da violência sexual, propondo uma articulação entre órgãos municipais, estaduais, PRF, juizado da infância e da Adolescência, Ministério Público e conselhos tutelares.
Meio Norte de Teresina


Projeto de lei dificulta herança

O senado aprovou projeto de lei que endurece as regras para a transmissão de herança no país. Além de excluir em definitivo do benefício herdeiros envolvidos na morte do titular, o texto do projeto prevê deserdar aqueles que cometerem crimes contra sua “dignidade sexual” – pedofilia ou abuso sexual.
Gazeta do Povo


Recife facilita interação entre grupos

A Sala Futura, espaço instalado na Casa de Passagem, em Santo Amaro, área central de Recife, pretende fortalecer o diálogo e o trabalho de grupos que integram as redes locais de proteção aos direitos da infância e adolescência. Fruto de uma parceria entre a organização não-governamental e o Canal Futura, a sala é a terceira do país – as outras duas funcionam na Zona Norte do Rio de Janeiro – e disponiblizará material que trata da questão da exploração e do abuso sexual de crianças e adolescentes.
Jornal do Commercio


Santos dificulta emissão de alvarás

Como parte das ações de combate à exploração sexual infantil, a Prefeitura de Santos deixou de renovar os alvarás de funcionamento de todos os hotéis da cidade para 2011. Os estabelecimentos são apontados como locais onde, graças à vista grossa dos comerciantes, ocorre a exploração sexual de menores.
A Tribuna


Pernambuco adota código de conduta ética

Pernambuco ganhou o primeiro código de conduta ética em relação à proteção à infância no turismo. O documento foi elaborado com base em 11 seminários realizados em rotas turísticas do Estado com o objetivo de combater a exploração sexual. Com a participação das associações de turismo, o código foi assinado em um seminário estadual promovido pela ONG Childhood Brasil.
Diário de Pernambuco

 

  Leia também  

Comitê de Gestão Participativa debate critérios de qualificação
Pernambuco aprova Código de Conduta Ética no turismo
Apoio Institucional: Veracel
Apoio Institucional: C&A Modas
Ação Empresarial: Canexus
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar