Programa Na Mão Certa

Pernambuco aprova Código de Conduta Ética no turismo

Com a aprovação do Código de Conduta Ética de Proteção de Crianças e Adolescentes no Turismo do Estado de Pernambuco, o Estado nordestino torna-se um dos primeiros do país a adotar padrões de referência e recomendações destinados exclusivamente às empresas e associações do setor de turismo.

O documento pretende servir como instrumento de orientação, educação e sensibilização junto aos colaboradores da cadeia produtiva do segmento e contempla sugestões de representantes de empresas, de gestores públicos, do sistema de garantia de direitos e de instituições de ensino técnico e superior, além dos resultados dos Seminários Regionais “Turismo e Proteção à Infância”, realizados nas 11 regiões turísticas de Pernambuco.

Com a assinatura do termo público de adesão ao Código, as entidades se comprometem a consolidar políticas contra qualquer forma de exploração sexual de crianças e adolescentes na sua imagem, operações e filosofia institucional.

Parceria – O Código de Conduta Ética é resultado de um trabalho realizado pela Childhood Brasil em parceria com a Associação de Secretarias de Turismo (ASTUR), Secretaria Estadual de Turismo (SETUR), Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA) e Rede Estadual de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

De livre adesão, o Código é inspirado no The Code – Código de Conduta para a Proteção da Exploração Sexual em Viagens e Turismo do Ecpat Internacional, no Código de Conduta do Estado do Rio Grande do Norte (pioneiro da América do Sul) e no Código de Conduta da Cidade do Recife.

Apoio – Realizado no dia 29 de março em Recife (PE), o Seminário Estadual de Pactuação pela Proteção de Crianças e Adolescentes no Turismo foi o palco para a aprovação do Código de Conduta Ética.

Para avançar no tema em Pernambuco, a Childhood conta com outras frentes de trabalho, como o Pacto Na Mão Certa. Signatária do Pacto, a BRF desenvolve uma série de atividades com seus colaboradores e, em 2011, aprofundará a parceria com a Childhood.

Em 2010, a BRF doou R$ 230.000 para a Childhood via FEDCA/PE (Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente) para serem investidos ao longo de 2011 em projetos que integrem organizações não-governamentais, governos e empresas no Estado. Segundo Luciana Lanzoni, Gerente do Instituto responsável pelo investimento social da Brasil Foods, a interação entre os três setores é uma estratégia fundamental para identificar os desafios, bem como as potencialidades locais para decidir pela melhor forma de conduzir as ações de enfrentamento.

“A BRF acredita na união de esforços de todos os setores para o enfrentamento ao problema de abuso sexual de crianças e adolescentes no país”, diz Luciana.

 

  Leia também  

Comitê de Gestão Participativa debate critérios de qualificação
Apoio Institucional: Veracel
Apoio Institucional: C&A Modas
Ação Empresarial: Canexus
Ação Empresarial: Gerdau Açominas
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar