Programa Na Mão Certa

De olho no assunto

Brasil vai reforçar enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes durante a Copa

Meio milhão de turistas devem visitar o Brasil durante o maior evento esportivo do planeta, em 2014. A Copa do Mundo preocupa as autoridades que enfrentam a exploração sexual de crianças e adolescentes. Um projeto do Ministério do Turismo e da Universidade de Brasília que enfrenta esse tipo de crime está em fase de construção para reforçar as ações já implantadas. O governo da África do Sul, sede da última Copa, ajudará o Brasil. Serão reforçadas ações junto aos hotéis. A divulgação do Ligue 100 lembrará sobre a importância de denunciar os exploradores.
TV Câmara


PF exporta tecnologia contra exploração sexual de crianças e adolescentes

A Polícia Federal (PF) investe em tecnologias inovadoras no combate à exploração sexual infantil na internet. Uma das armas mais recentes nessa luta, o software "NuDetective", desenvolvida por dois peritos do Mato Grosso do Sul, consegue identificar a presença de material com conteúdo sexual envolvendo menores em computador suspeito. A ferramenta foi apresentada durante a VII Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos (ICCyber 2010), que aconteceu em Brasília entre os dias 15 e 17 de setembro.

Outro meio de combate é o software "WMM". Ele analisa vestígios de conversas do Messenger (MSN). A ferramenta consegue resgatar as conversas realizadas no programa, ajudando no combate e na elucidação de crimes. O "WMM" foi disponibilizado pela Polícia Federal brasileira e será utilizado pela Polícia Nacional da Espanha.
Portal Terra


Tráfico de pessoas: gangue vendia menores por até R$ 400 mil

Três mulheres e um homem presos durante uma investigação de tráfico de pessoas da Scotland Yard admitiram ter tentado vender a virgindade de meninas menores de idade pelo equivalente a até R$ 400 mil a homens de negócios ricos.

A gangue foi descoberta em Londres por policiais que se passaram por clientes, depois de terem recebido uma denúncia de funcionários de um hotel de luxo. Os acusados haviam enviado uma carta escrita à mão ao dono do Jumeirah Carlton Hotel, na capital britânica, oferecendo jovens entre 14 e 20 anos de idade para relações sexuais.

 

  Leia também  

Banco do Brasil envolve agências em ações de enfrentamento
Dia Nacional do Caminhoneiro. É pra comemorar?
Ação Empresarial: CART realiza ação com motoristas
Ação Empresarial: Transmagna sensibiliza stakeholders

 

Voltar