Programa Na Mão Certa

Grandes conquistas e novos desafios

2009 não foi apenas mais um ano. Celebramos três anos do lançamento do Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras do Programa Na Mão Certa. Para além do desafio e da complexidade do enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas, o Pacto Empresarial surgiu para engajar o setor empresarial. Hoje, após três anos, temos a certeza de que as empresas enxergam que a exploração sexual infanto-juvenil impacta seus negócios e que têm um papel fundamental na prevenção e enfrentamento do problema.

Em três anos, mais de 640 empresas e entidades empresariais que abraçaram a causa e aderiram ao Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras. Conseguimos mobilizar não apenas o setor empresarial, mas também governos e a sociedade civil. Através da dedicação de cada signatário, alcançamos metas, ganhamos novos apoiadores, superamos obstáculos. Vimos o Programa ganhar forças e começar uma jornada forte e independente.

A cada dia, vimos empresas unindo esforços, mobilizando suas cadeias de valor, transformando caminhoneiros em agentes de proteção dos direitos da criança e do adolescente. Juntos, estamos ajudando o Governo a melhorar o atendimento às vítimas da exploração sexual. Com a dedicação de nossas signatárias, contribuimos com a Polícia Rodoviária Federal a melhorar os critérios de mapeamento dos pontos de riscos nas estradas. Estamos asfaltando uma estrada em busca de um futuro melhor para meninos e meninas que já foram vítimas, e que hoje também lutam por um Brasil livre da exploração sexual.

O cenário que construímos evoluiu muito nesses três anos, mas ainda temos grandes desafios. Em 2010, o Programa Na Mão Certa vai caminhar com mais autonomia, através do Comitê de Gestão Participativa. Precisamos integrar, ainda mais, o Governo, as empresas e a sociedade civil. A comunicação com os caminhoneiros deve ser mais próxima e constante. Precisamos consolidar nossos indicadores, e utilizá-los como referência para a mobilização de empresas comprometidas com a causa e com o Projeto de Educação Continuada para caminhoneiros.

Se comparadas nossas metas atuais com as que tínhamos há três anos, podemos ver o sucesso do nosso Programa muito mais próximo e consolidado. E é confiando no comprometimento e na seriedade de cada signatário, que temos visto em todo esse tempo, que sabemos que 2010 será ainda mais próspero.

A todas as empresas, a todos os colaboradores e a cada caminhoneiros que ajudou a fazer do Programa o sucesso que ele é hoje, o nosso mais sincero agradecimento. E, a todos os que estão dispostos a continuar a luta por um Brasil mais justo para nossas crianças, os nossos votos de que nossa parceria possa ser ainda mais forte em 2010. 

Um forte abraço,

Anna Flora Werneck
Coordenadora de Programas
Childhood Brasil

 

  Leia também  

Três anos do Programa Na Mão Certa
Gestão Participativa e os novos rumos do Programa Na Mão Certa
Encontro reúne empresas, Governo e sociedade civil
Oficinas e workshops reforçaram ações de formação em 2009

 

Voltar