Programa Na Mão Certa

De olho no assunto

Goiás está na rota da exploração sexual

A malha rodoviária do estado de Goiás é apontada como a principal rota utilizada por rede de aliciadores de crianças e adolescentes transformadas em vítimas de exploração sexual. A rede utiliza-se dos serviços de caminhoneiros que transportam meninas e meninos pobres de estados do Norte e Nordeste do país até a fronteira com outros países da América Latina, como Argentina, Bolívia, Chile e Peru. Abandonadas à própria sorte, as crianças tornam-se escravas de donos de casas de prostituição, bares e postos de gasolina localizados à beira da estrada. Para fazerem o transporte de crianças e adolescentes, motoristas de caminhão recebem quantias que variam de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil. Com esse dinheiro, o motorista paga também as despesas da menina ou do menino enquanto estiverem em sua companhia. Se ele tem de gastar muito, acaba abandonando-os no meio da estrada, onde são explorados sexualmente em troca de casa e comida. Apenas nos primeiros sete meses deste ano, em Goiás, setenta e três crianças e adolescentes foram encontrados pela PRF nas rodovias federais em condição de exploração sexual. As BRs-153, 364 e 060 atraem o maior número de crianças e adolescentes, mais da metade deles tem entre 15 e 17 anos.

O Popular / ANDI


Profissionais de justiça e saúde se unem a mães para criar associação de prevenção ao abuso sexual

Um ano e meio depois de criada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, pelo Senado Federal, os moradores de Teresópolis (RJ) estão cada vez mais mobilizados no combate e na prevenção ao abuso sexual. A ação mais recente foi a criação da Associação Mães contra a Pedofilia, que reúne profissionais das áreas de justiça e saúde e já começa a desenvolver ações educativas e de capacitação profissional. O primeiro curso, para 500 motoristas e cobradores de ônibus, ensinou esses profissionais a identificarem dentro dos veículos ações suspeitas. Depois do curso, duas pessoas já foram presas em flagrante na cidade. Para a presidente da associação e assistente social do Tribunal de Justiça de Teresópolis, que há 20 anos atende vítimas de abuso, Tânia Luna, os meios de transporte favorecem a ação dos criminosos. Eles sentam ao lado da criança e se aproveitam dessa proximidade para praticar o crime. “Por isso, é importante que os profissionais estejam atentos e saibam o que fazer e como observar. Eles não podem achar ou deduzir nada. Têm que ver”, diz. O próximo passo é capacitar professores e profissionais da saúde.

O Globo / ANDI


Lei permite fechar motéis flagrados com crianças e adolescentes

Desde o dia 2 de outubro, hotéis, motéis e pensões flagrados com crianças ou adolescentes desacompanhados ou sem autorização dos pais para estar no local poderão ser fechados definitivamente. A lei, sancionada pelo presidente em exercício, José Alencar, cria o terceiro flagrante, que permite à polícia fechar o local. Atualmente, quando há o primeiro flagrante, o estabelecimento é multado. Ao reincidir, o local é interditado por 15 dias. A nova medida visa coibir a exploração sexual de crianças e adolescentes, já que muitos estabelecimentos facilitam este tipo de prática. O texto foi fruto do trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Infantil.

Folha de São Paulo / ANDI


Entre 5 e 10% das crianças de países industrializados são vítimas de abuso sexual

Entre 5% e 10% das meninas e até 5% dos meninos em países industrializados são vítimas de abuso sexual com penetração, e um número três vezes maior de crianças sofre alguma forma de abuso sexual. É o que afirma o relatório Progresso para as crianças: um balanço da proteção da criança, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), divulgado no último dia 6. Segundo o estudo, a cada ano, pelo menos 4% das crianças dos países industrializados são vítimas de maus-tratos físicos, e uma criança em cada dez é vítima de negligência ou maus-tratos psicológicos. E em 80% dos casos, por seus pais ou tutores. Duas em cada três crianças no mundo sofrem castigos corporais. Entre 500 milhões e 1,5 bilhão são vítimas de algum tipo de violência anualmente. Além disso, o trabalho infantil é uma realidade para mais de 150 milhões de crianças entre cinco e 14 anos de idade. O relatório, publicado por ocasião dos 20 anos da Convenção da ONU para os Direitos da Criança, ressalta ainda que crianças que não têm registro de nascimento estão mais expostas aos riscos da exploração sexual e da adoção ilegal. 

Correio da Paraíba / ANDI


Pobreza atinge 44,7 das crianças e dos adolescentes

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada no último dia 09 mostram que, embora tenha havido melhorias, 44,7% das crianças e jovens de até 17 anos viviam, em 2008, em situação de pobreza, com rendimento domiciliar per capita correspondente a menos de meio salário mínimo. Desse total, 18,5% estavam em situação de extrema pobreza, caracterizada por renda per capita inferior a um quarto do salário mínimo. No Ceará, a população com idade entre zero e 17 anos, era de 2,783 milhões de habitantes. Deste total, 67,1% viviam na pobreza. Para Aurilene Vidal, membro da Comissão de Defesa do Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente no estado, as estatísticas jogam luz sobre a irregularidade da distribuição de renda no Brasil e, em especial, na região Nordeste. A promotora da Infância e Juventude da Paraíba, Soraya Escorel, ressalta a necessidade de se atuar cada vez mais em políticas públicas voltadas para as crianças e os adolescentes. Ela assegurou que o Ministério Público vai intensificar as fiscalizações em torno dos investimentos governamentais para assegurar que eles serão, de fato, transformados em ações públicas em prol das crianças e adolescentes.

ANDI


Lulu Santos faz show beneficente em prol da Childhood Brasil

No dia 30 de outubro, a Deca realiza mais uma apresentação de sua série de shows do projeto "Vozes Pela Infância". O show será com o cantor Lulu Santos, no HSBC Brasil, em benefício da causa da Childhood Brasil (Instituto WCF-Brasil). Em parceria com Orquestra Arte Viva, composta por 43 músicos e regida pelo Maestro Amilson Godoy, Lulu Santos apresentará canções consagradas com novos arranjos como: "Um certo alguém", "Último Romântico", "Te amo calado", "Descobridor dos sete mares", "Assim caminha a humanidade", "Garota eu vou para Califórnia" e "Onda", entre outras. Toda a renda líquida obtida com a venda dos ingressos será destinada aos trabalhos da Childhood Brasil, que há dez anos luta pela proteção da infância, contra o abuso e a exploração sexual em nosso país.

Drop Music

 

  Leia também  

Programa Na Mão Certa inicia mobilizações em Pernambuco
Lançado Guia Na Mão Certa para Caminhoneiros Volume 8
Apoio institucional: Gerdau reforça compromisso com Programa
Ação empresarial: Araújo Distribuidora inicia ações de mobilização
Ação empresarial: Augusta Internacional divulga Programa em evento para motoristas
Ação empresarial: Programa apóia iniciativa de PRF, Scania e Postos Graal
Senado aprovada prorrogação de prazo para prescrição de crime sexual

 

Voltar