Programa Na Mão Certa

Unicef denuncia exploração sexual de crianças no mundo

No total, 150 milhões de meninas e 73 milhões de meninos com menos de 18 anos de idade são vítimas de exploração sexual no mundo, segundo informe publicado no início de junho pela seção alemã do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Centenas de milhares delas são vendidas a cada ano no estrangeiro, frequentemente com objetivos sexuais.

Apesar dos progressos alcançados em matéria de legislação para proteger as crianças, a situação se repete em numerosos países. "A cada ano, milhões de meninas e meninos são forçados a se prostituir", afirmou o ator Roger Moore, embaixador de boa vontade do Unicef, acrescentando que o desenvolvimento da internet e das tecnologias provocaram explosão da difusão dessas imagens.

Segundo as estimativas do Unicef, entre 60 mil e 100 mil crianças são vítimas do comércio sexual nas Filipinas. Em Bangladesh, a média de idade das vítimas de exploração sexual é de 13 anos. Nas praias do Quênia, 150 mil crianças são exploradas sexualmente todos os dias, vítimas de predadores sexuais procedentes de países mais ricos.

Com informações da Folha de S. Paulo Online

 

  Leia também  

Programa Na Mão Certa oferece materiais diferenciados
Institutos e Fundações trocam experiências e debatem ações conjuntas
Workshop em Cuiabá dá início a mobilização em massa na região Centro-oeste
Na Mão Certa é destaque em programa de rádio
Aprovado pelo Senado projeto que prevê dedução de IR de doações a entidades de apoio a jovens
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar