Programa Na Mão Certa

Riocentro sedia o mais importante encontro sobre exploração sexual de crianças e adolescentes

Sediado no Brasil, o III Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi o maior já realizado. Com um público estimado pelos organizadores em 3.500 pessoas, dos quais 300 adolescentes de diversos lugares do mundo, o Congresso teve uma ampla participação de representantes da sociedade civil e uma participação também importante do governo federal e de diversos governos estaduais.

Realizado de 25 a 28 de novembro no Rio Centro, no Rio de Janeiro, nem tudo deu certo durante o Congresso. Os primeiros dois dias foram marcados pelo desencontro de informações e por uma desorganização quase generalizada. No primeiro dia (abertura) e durante todo o segundo dia, os congressistas não tiveram acesso a informações mínimas, como a programação oficial ou a localização de onde aconteciam as oficinas.

Desorganização à parte, o resultado final foi considerado muito bom pela maioria dos participantes. O Congresso qualificou a discussão sobre o problema da exploração sexual de crianças e adolescentes. O tema passou de vez a fazer parte da agenda brasileira, algo impensável dois ou três anos atrás. O detalhe negativo da desorganização não ofuscou o objetivo maior. Após o congresso, é inegável que o mundo ficou mais unido em torno do enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes.

A S. M. Rainha Silvia da Suécia, fundadora da World Childhood Foundation, participou ativamente dos quatro dias do evento, cumprindo uma série de compromissos oficiais junto com a primeira dama brasileira e com representantes de outros países. “A exploração sexual de crianças tem muitas facetas. Todas elas igualmente chocantes”, lamentou a rainha durante a cerimônia de abertura. A rainha também assistiu diversos painéis, dentre eles aquele que apresentou o Programa Na Mão Certa.

Alguns números sobre o evento:

• 3.500 congressistas e palestrantes
• 170 países;
•  55 autoridades governamentais de alto nível (Brasil e exterior);
•  06 primeiras damas;
•  05 governadores de Estados;

O que se pode tirar do congresso, em termos gerais, é que o enfrentamento da exploração sexual nunca esteve tão em evidência como agora. Empresas, governos e sociedade civil organizada resolveram finalmente encarar o problema de frente.

No congresso, a sociedade civil foi representada pela presidente do Comitê de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, Neide Castanho, que fez a seguinte avaliação após o encerramento dos trabalhos: “Estamos dando um importante passo para por fim à violência sexual contra crianças e adolescentes em qualquer parte do mundo. Fizemos neste congresso um importante pacto planetário, a globalização necessária para que cada criança, em qualquer parte do mundo, seja a criança de todos nós”.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu discurso durante a cerimônia de abertura, ressaltou o papel da família e da escola: “Temos de convencer os pais que educação sexual em casa é tão importante quanto dar comida. Os jovens também precisam ser orientados pela escola. Se não fizermos nada essa iniciação pode se dar até de forma animalesca nas ruas”.

O relator-geral do III Congresso, o professor holandês Jaap Doek, jurista com especialização em direito familiar e juvenil, destacou a importância do congresso no que diz respeito à organização de ações conjunta entre os países participantes: “Este congresso sem dúvida nos deu a oportunidade de desenhar um mapa para os próximos anos. O Pacto do Rio de Janeiro, que aqui foi assinado, criou um acordo multilateral para combater o tráfico de pessoas e a exploração sexual de crianças e adolescentes”. Sob esse aspecto, o congresso foi muito positivo.

Ao longo do evento, cerca de 1,5 mil pessoas visitaram o estante da Childhood Brasil . Nos próximos dias, os assinantes do boletim do Programa Na Mão Certa e dos outros boletins da Childhood receberão um boletim especial, enviado pela Childhood, com detalhes sobre o Congresso e as oficinas realizadas nos quatro dias de evento.

 

  Leia também  

Conquistas e novas metas
Childhood Brasil recebe a Medalha Mérito do Transporte
442 empresas foram alcançadas por Pacto Empresarial
Programa Na Mão Certa lança indicadores
Programa lança segunda edição da Revista Na Mão Certa
Almoço empresarial reuniu Ministro e grandes empresários
II Encontro Empresarial reforçou compromissos e aumentou expectativas
Guia do Caminhoneiro foi uma das grandes ferramentas em 2008

 

Voltar