Programa Na Mão Certa

Ethos e OIT reafirmam apoio ao Programa

Como forma de apoiar as articulações intersetoriais na busca de políticas públicas de proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes e da erradicação da exploração sexual, o Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e a Organização Internacional do Trabalho reafirmaram o apoio ao Programa Na Mão Certa. Durante o evento, representantes das duas organizações não só lembraram a importância de agir conjuntamente, mas também reforçaram o compromisso com o trabalho articulado para o enfrentamento do problema e a inclusão do tema nas agendas públicas e do terceiro setor.

“Desde o início do processo, o Instituto Ethos acreditou que essa parceria seria fundamental para estimular empresas a abrir um novo tema na Responsabilidade Social Empresarial. A Childhood Brasil sempre apresentou o tema à sociedade de forma consistente, com uma pesquisa, uma concepção de um programa com etapas bem claras, uma consistência metodológica que nos faz sentir muito satisfeitos em sermos parceiros dessa iniciativa”, afirmou o assessor de políticas públicas do Instituto Ethos, Caio Magri. “Em dois anos de contato com as empresas, evoluímos muito, embora os desafios continuem enormes. Acredito que o Programa será referência para outras experiências e iniciativas em todo o mundo, e acredito muito de que seja possível reduzirmos drasticamente a situação da exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil através dessa iniciativa”, completou.

Para a coordenadora do Projeto de Combate ao Tráfico de Pessoas da OIT, Thaís Dumet, a visibilidade dada à causa através do Programa é fundamental para a erradicação da exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. Ela afirma que, através de eventos como o 2º Encontro Empresarial Na Mão Certa, os setores público e privado podem trocar experiências e firmar novas parcerias. “A iniciativa é de extrema importância, sobretudo pela competência da Childhood Brasil em agregar esses parceiros, fundamentais na luta pelo enfrentamento da exploração sexual. O encontro é uma forma de ampliar a rede, de fazer com que essas atividades sejam mais eficazes e efetivas, e que a gente possa atrair o maior número de parceiros possível. É uma oportunidade muito grande para agregar conhecimento, perceber boas práticas, e, de fato, iniciar um trabalho em conjunto para que, a partir daqui, tenhamos um trabalho mais eficaz na proteção das crianças e adolescentes”, declarou.

 

  Leia também  

2º Encontro Empresarial Na Mão Certa
Metas ousadas estão entre os próximos desafios
Empresas apresentam boas práticas no eixo Articulação
Ethos apresenta Programa Tear como instrumento de articulação na cadeia de valor

 

Voltar