Programa Na Mão Certa

Aracaju sedia Workshop sobre serviço de enfrentamento à violência

Nos dias 31 de março e 1º de abril, a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), realizou um Workshop sobre o serviço de enfrentamento a violência contra a criança e o adolescente. O curso faz parte da iniciativa da Secretaria em priorizar a implantação do Sistema Único da Assistência Social (Suas). A iniciativa conta com as parcerias do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e do Núcleo da Infância e da Adolescência (Naia) do Ministério Público de Sergipe.

O encontro teve como público alvo as equipes dos Centros de Referência Especializados da Assistência Social de Sergipe (CREAS), Delegacias e Promotorias, Juizado da Infância, Conselhos Tutelares Municipais e Conselhos de Direitos dos municípios e técnicos de diversas secretarias envolvidas com a questão. O objetivo é, por meio de debate, avaliar e fortalecer a Rede de Defesa e Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente vítima de violência sexual, bem como, pactuar o fluxo de atendimento.

A jornalista Joyce Peixoto, responsável pelo projeto Infância em Foco, executado pelo Instituto Recriando, fez uma explanação sobre a visão do sistema de garantia de direitos das crianças e dos adolescentes no âmbito jornalístico.

O evento também foi palco do I Encontro da Rede de Atendimento do Programa Sentinela. O programa é composto por um conjunto de ações de assistência social de natureza especializada. É destinado ao atendimento de crianças e adolescentes vitimadas de violências, com ênfase no abuso e exploração sexual. A ação busca condições que possibilitem o resgate e a garantia dos direitos e o acesso aos serviços de Assistência Social, Saúde, Educação e Justiça.

Os principais objetivos do programa são prestar atendimento social especializado às crianças e adolescentes, bem como aos seus familiares vítimas de violências; criar condições para a garantia dos direitos fundamentais e para o acesso aos serviços públicos existentes no município às crianças e adolescentes atendidas pelo Sentinela. O programa visa também desenvolver ações sociais para o fortalecimento da auto-estima e o restabelecimento do direito à convivência familiar e comunitária da população infanto-juvenil e proporcionar a inclusão da clientela atendida e seus familiares em serviços prestados por instituições sociais presentes no município beneficiado.

As ações desenvolvidas incluem o encaminhamento à rede de atendimento e defesa dos direitos da criança e do adolescente; a prestação de serviços de abordagem educativa às crianças e aos adolescentes explorados sexualmente nas ruas ou pelas redes organizadas; apoio psicossocial a grupos de famílias até o atendimento psicossocial às crianças e adolescentes vitimadas pela violência sexual, além do recebimento de casos encaminhados pelo Conselho Tutelar do município para análise da situação.

Com informações do Instituto Recriando

  Leia também  

Ministro convoca sociedade a enfrentar a exploração sexual de crianças e adolescentes
18 de maio: preparativos começaram em Cuiabá
Programa Na Mão Certa é estratégico na Transmagna
Vale do Ivaí quer mobilizar caminhoneiros e familiares
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar