Programa Na Mão Certa

Ministro convoca sociedade a enfrentar a exploração sexual de crianças e adolescentes

Em uma entrevista coletiva para emissoras de rádio de todo o pais, o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, convocou a sociedade a se mobilizar para acabar com a exploração sexual de crianças e adolescentes. "Precisamos enfrentar a resolver esse desafio da exploração sexual de crianças e adolescentes", disse ele. Na entrevista, o ministro também relacionou as ações que estão sendo realizadas pelo governo federal.

As ações da sociedade civil no combate a crimes sexuais contra crianças e adolescentes são consideradas indispensáveis pelo ministro, de acordo com o que disse para as principais emissoras de rádio do país. “É fundamental a participação efetiva da sociedade, das igrejas, das universidades, dos movimentos sociais para que nós possamos enfrentar e resolver esse desafio da exploração sexual de crianças e adolescentes”, disse ele.

Entre as políticas governamentais para enfrentar a exploração sexual de crianças e adolescentes, Patrus Ananias destacou o programa Sentinela e anunciou que outras iniciativas estão em andamento. "Estamos desenvolvendo programas e equipamentos especializados para essas crianças vítimas de violência e exploração sexual por meio de Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas ), onde trabalhamos com psicólogos e assistentes sociais. Procuramos envolver, se possível, a família, porque é muitas vezes lá onde o problema se insere".

Segundo o ministro, a exploração sexual de crianças e adolescentes é considerada tão perversa quanto o trabalho escravo. "Os organismos internacionais, como a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e outras entidades que trabalham com essas questões, consideram a exploração sexual para fins comerciais como sendo uma forma perversa de trabalho infantil no mesmo nível do trabalho escravo", disse o ministro.

Patrus defendeu mais ações integradas entre diferentes áreas do governo e destacou a importância do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) no combate à exploração sexual comercial de crianças.

  Leia também  

18 de maio: preparativos começaram em Cuiabá
Aracaju sedia Workshop sobre serviço de enfrentamento à violência
Programa Na Mão Certa é estratégico na Transmagna
Vale do Ivaí quer mobilizar caminhoneiros e familiares
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar