Programa Na Mão Certa

Segunda reunião do Comitê de Gestão Participativa


Encontro do CGP em São Paulo

No dia 7 de outubro, em São Paulo, aconteceu a segunda reunião anual do Comitê de Gestão Participativa (CGP). Mais uma vez, empresas e organizações que fazem parte do Programa Na Mão Certa reuniram-se para discutir temas ligados ao enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas.

A reunião foi conduzida por Eva Dengler, Gerente de Programas e Relações Empresariais da Childhood Brasil. Ela explicou que o número de participantes das reuniões do CGP, criado em 2010, aumentou muito nos últimos dois anos. A crescente participação, que mostra o comprometimento das empresas e o sucesso do Programa, também tem sido um desafio. “Agora, as reuniões demandam uma logística maior e um cuidado extra para que as empresas, em grande número, continuem tendo espaço para contribuir e trazer suas dúvidas e dificuldades com relação ao tema”, explicou Eva.

Nessa segunda reunião de 2015, além de uma breve revisão sobre os principais acontecimentos do ano, foi conduzida uma conversa sobre os objetivos para o ano de 2016. As empresas também deram sugestões sobre o Encontro Anual, que irá acontecer no próximo dia 24 de novembro.

Novas frentes de trabalho foram definidas para todos os programas da Childhood Brasil: “Em advocacy, trabalhamos na influência de políticas públicas e políticas privadas em torno de determinados temas que envolvem a nossa causa. É uma área muito importante. O que acontece com as leis, com a política, com o controle do problema, com a assistência das crianças que são vítimas de violência? A área de advocacy é quem cuida destas questões”, explicou Eva.

A reunião também tratou do trabalho de assessoria às empresas, realizado pela Childhood Brasil, além de temas ligados ao engajamento de toda a sociedade para uma infância livre de violência sexual.

O encontro serviu para reforçar a percepção de que todos os programas precisam olhar para alguns pilares: EFETIVIDADE, INOVAÇÃO, REDES EM PARCERIA, AUTOSSUSTENTAÇÃO, EXCELÊNCIA NA GESTÃO e ESCALA.

Precisamos pensar se estamos sendo efetivos; se tem alguma coisa nova neste processo, se parcerias estão sendo feitas; como o Programa se sustenta e como isto está sendo gerido”, comentou Eva.

Além desses temas, uma questão igualmente importante foi levantada: como dar escala as ações, fazer que uma ação não seja isolada, mas compartilhada por dezenas ou centenas de empresas. “Este é o grande desafio para o Programa Na Mão Certa. Tudo o que fizermos entre 2015 e 2020 vai observar estes indicadores”, ressaltou Eva.

Leia a reportagem sobre a primeira reunião do CGP de 2015.


Avanços do Programa Na Mão Certa

O Programa Na Mão Certa nasceu em 2006 e completa nove anos em novembro. Nos últimos dois, uma mudança significativa na metodologia de trabalho e na participação das empresas foi observada.

Avanços e conquistas:

  • Mais de 1500 empresas e 50 entidades assinaram o Pacto desde 2006.
  • 230 empresas participantes por categoria (2015), apoiando financeiramente o programa:
    • 17 Patrocinadoras
    • 64 Apoiadoras
    • 149 Parceiros

Ou seja, no período de nove anos, 1400 empresas decidiram em algum momento olhar para esta questão, assinando o Pacto Empresarial. Agora, 230 empresas tomaram a decisão de participar do Programa de uma maneira mais efetiva em uma das categorias oferecidas.


Campanha e pesquisa

A campanha Juntos Na Estrada Pela Proteção da Infância que abre um canal de diálogo com os motoristas via WhatsApp, foi também apresentada durante a reunião. Protagonizada pelo jornalista e radialista Pedro Trucão, coleta histórias de caminhoneiros que fizeram a diferença como agentes de proteção dos direitos de crianças e adolescentes nas estradas brasileiras. Leia reportagem sobre a campanha.

Além disso, foram introduzidas algumas informações sobre a terceira edição da pesquisa O Perfil do Caminhoneiro no Brasil, a ser lançada oficialmente em novembro. A pesquisa contém dados sobre a vida nas estradas e a sexualidade do caminhoneiro, bem como sua relação com o enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras.

 

  Leia também  

Ações empresariais marcam o Dia Nacional do Caminhoneiro
Discurso de S.M. Rainha Silvia em evento das Nações Unidas
Patrocinadores 2015: Yamana Gold
Patrocinadores 2015: Patrus Transportes Urgentes
Patrocinadores 2015: Luft Logistics
Globo Estrada Na Mão Certa
De olho no assunto - resumo das principais notícias

 

Voltar