Programa Na Mão Certa

De olho no assunto

Jornal britânico: BR-116 é 'estrada do inferno' por causa da exploração sexual de crianças e adolescentes

O jornal britânico Daily Mail chamou a BR-116 de "estrada do inferno" devido à exploração sexual de crianças e adolescentes nessa rodovia. O jornal contou histórias de meninas que são forçadas a se prostituir desde a infância.

“A Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) estima que há 250 mil crianças exploradas no País", escreveu o jornal. "E enquanto o Brasil se prepara para sediar a próxima Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016, a nação sul-americana está sob pressão para acabar com o crescente problema da exploração sexual de crianças e adolescentes", disse o Daily Mail.

Fonte JB On Line

Descoberta rede de exploração sexual de crianças e adolescentes em Rio Preto

A polícia de Rio Preto (SP) investiga uma rede de exploração sexual com possível ramificação no exterior. Quatro pessoas estão sendo investigadas por favorecimento à prostituição e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Na operação, foram apreendidas fotos de mulheres e adolescentes seminuas, objetos eróticos, notebooks e DVDs. A líder do suposto esquema também é investigada por tráfico internacional de mulheres, já que há suspeita de que ela envia mulheres para redes de exploração sexual em outros países.

Fonte: Diário da Região

Pesquisa revela falhas no enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes

Estudo realizado pela Universidade de Fortaleza (Unifor), em parceria com a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), fez um amplo diagnóstico das estratégias governamentais de enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes. O estudo incluiu as cidades de Fortaleza, Belém, Campo Grande e Porto Alegre. Foram investigados indicadores de cinco dimensões diferentes, como prevenção à situações de exploração, atenção às vítimas, garantia dos direitos da criança e do adolescente, qualificação de registros de casos de exploração e responsabilização legal dos autores do crime.

Segundo Suely Deslandes, pesquisadora da Fiocruz e coordenadora nacional do estudo, a falta de articulação entre as diferentes estratégias utilizadas para combater o problema prejudica sua eficácia: "Existem estruturas interessantes e inovadoras, mas essas experiências precisam estar articuladas com ações em rede. Não adianta ter excelentes trabalhos sem retaguardas nas secretarias".

Fonte: Diário do Nordeste

Adolescentes africanas fugitivas de guerra são exploradas em SP

Adolescentes africanas fugitivas de países guerra estão sendo prostituídas em São Paulo. O esquema, comandado por uma máfia de origem europeia, foi denunciado a uma comissão de deputados federais que investiga casos de exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil.

Nos últimos quatro anos, o juiz da Vara de Infância e Juventude Paulo Fadigas acumulou pelo menos 30 casos de garotas africanas trazidas para o Brasil para serem exploradas. São jovens carentes vindas do Congo, Eritreia, Somália e Angola. Após ouvir as meninas e se certificar da veracidade das informações, o juiz denunciou o caso à CPI da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes da Câmara dos Deputados

Fonte: Folha de S. Paulo

Roraima une esforços contra a exploração sexual de crianças e adolescentes

A Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan) e Departamento de Turismo (Detur) lançaram a Cartilha Roraima contra o tráfico e a exploração sexual de crianças e adolescentes. A iniciativa visa passar informações sobre a problemática à sociedade em geral, com ênfase no combate a esses crimes, inclusive no segmento turístico.

A intenção da campanha é levar exemplares da cartilha a hotéis, pousadas, escolas, pontos de ônibus, agências de viagens, feiras, eventos, pousadas, consulados e locais de movimentação de jovens em todos os municípios de Roraima.

O diretor do Detur, Shigeaki Alves, explicou que as ações são realizadas por distintos setores, buscando sempre o diálogo com a comunidade e no meio empreendedor, tornando-os agentes multiplicadores desse trabalho.

Fonte: Folha de Boa Vista

Brasil está entre os dez países com mais vítimas do tráfico de pessoas

A CPI do Tráfico de Pessoas na Câmara identificou a ocorrência de exploração de seres humanos em vários locais do país e nas mais diversas atividades e tipos de vítimas: de atleta mirim de escolinha de futebol à modelo fotográfico e de crianças para adoção a garotas de programas em bordéis. Para enfrentar o tráfico de pessoas, a comissão apresentou propostas de mudanças na legislação e propõe que o crime seja considerado hediondo. A CPI concluiu que o Brasil está entre os dez países com mais vítimas do tráfico internacional de pessoas.

“Não temos consciência da gravidade e da complexidade desse crime. É uma prática que ocorre escondida, disfarçada. O algoz se apresenta como praticando uma boa ação e isso dificulta a investigação. As pessoas não sabem que estão sendo vítimas de um crime. Um crime hediondo”, disse o presidente da CPI, Arnaldo Jordy.

 

  Leia também  

S.M. Rainha Silvia da Suécia: "Os caminhoneiros se tornaram embaixadores dos direitos da criança e do adolescente"
A importância de sensibilizar o caminhoneiro nesse final de ano
Comitê de Gestão Participativa fecha o biênio 2012/2013 comemorando as conquistas e os novos rumos para o Programa Na Mão Certa
Comercial Gerdau realiza mais de 100 ações de sensibilização em 2013
Grupo Farrapos abraça a causa e sensibiliza motoristas em diversas unidades
White Martins adere ao Programa Na Mão Certa
Globo Estrada Na Mão Certa

 

Voltar