Programa Na Mão Certa

Programa Na Mão Certa fecha o ano com balanço positivo

O início da transferência da metodologia do Programa para a Argentina e o mapeamento dos pontos vulneráveis à exploração sexual nas estradas de Pernambuco merecem destaque dentre as atividades desenvolvidas pelo Programa Na Mão Certa neste ano.

Esses dois projetos são baseados em transferência de tecnologias. Na Argentina, a Childhood Brasil firmou uma parceria com a ONG Asociación por los Derechos Civiles (ADC) para implementar um programa nos moldes do Programa Na Mão Certa, mas customizada para a realidade local. Nesse processo, a metodologia do Programa foi apresentada este ano para empresas que atuam na Argentina e um grupo de trabalho foi constituído com representantes de algumas delas para viabilizar o início replicação do Programa. Para 2013, esse grupo de trabalho acordou a necessidade da realização de uma pesquisa sobre o perfil do caminhoneiro argentino. Os resultados da pesquisa deverão ser apresentados a três grupos focais – empresas, governo e sociedade civil – para que eles possam definir as estratégias a serem implementadas. “A transferência da tecnologia para a Argentina é um dos desafios do Programa para o próximo ano”, diz Rosana Junqueira, coordenadora do Programa, referindo-se ao fato de que o processo tem de levar em consideração as lições aprendidas no Brasil e a adequação ao cenário argentino.

No caso do projeto de mapeamento dos pontos vulneráveis à exploração sexual nas estradas de Pernambuco, a metodologia utilizada é a mesma desenvolvida pela Polícia Rodoviária Federal. Em outubro, 39 policiais do Batalhão da Polícia Rodoviária de Pernambuco e da 2ª Divisão da Polícia Militar daquele estado participaram de uma formação promovida pelo Programa Na Mão Certa em Recife (PE). O objetivo foi sensibilizá-los sobre a causa do Programa e prepará-los para o mapeamento dos pontos vulneráveis à exploração sexual nas estradas pernambucanas. O mapeamento, o primeiro a ser realizado em estradas estaduais do País, servirá de piloto para projetos em outros estados.  O mapeamento estadual é fruto de uma parceria entre a Childhood Brasil, a Polícia Rodoviária Federal, o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco e a Polícia Militar do Estado de Pernambuco, que tem uma divisão especializada na atuação rodoviária, denominada Batalhão da Polícia Rodoviária (BPRv).

Reconhecimento e engajamento – Neste ano, o Programa também ganhou evidência em outros países do Mercosul, com o convite para apresentação da metodologia na 1ª Conferência Regional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Mercosul, realizada em junho, em Buenos Aires, na Argentina. “Esse convite representou um reconhecimento sobre o trabalho que desenvolvemos e a importância que as empresas dão em trabalhar uma causa social em sua cadeia de valor”, diz Rosana.

Outro aspecto que merece destaque é o aumento no número de adesões ao Pacto Empresarial do Programa Na Mão Certa. Em 2012, mais de 200 empresas assinaram o Pacto Empresarial e mais de 290 funcionários das signatárias participaram de formações para pontos focais e multiplicadores. (leia aqui).

 

 

  Leia também  

Comitê de Gestão Participativa colabora com conquistas e desafios do Programa
Trucão acredita no engajamento empresarial para o enfrentamento da exploração sexual nas estradas
Grandes Eventos: Brasil deve se preparar para proteger as crianças
Programa qualifica 294 profissionais de empresas em 2012
Empresas compartilham experiências sobre ações desenvolvidas
Globo Estrada Na Mão Certa

 

Voltar