Programa Na Mão Certa

Transportadora Augusta leva Programa Na Mão Certa para o Mercosul

Sediada na cidade gaúcha de Venâncio Aires e com uma frota de mais de 70 veículos, a Transportadora Augusta incluiu as ações do Programa Na Mão Certa em seu programa de treinamento para motoristas.

A empresa, localizada em um ponto estratégico do mapa latino-americano, atende o mercado brasileiro e também o Mercosul, com bases na Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile, além de diversos estados brasileiros.

Em abril de 2007 a Augusta assinou o Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias . Desde então, realizou uma série de ações, dentre elas:

  • Todas as filiais da empresa expõem banners de sensibilização instalados nas áreas de circulação de motoristas;
  • O informativo publicado pela empresa, o “Via Augusta”, com tiragem de 1.500 exemplares, divulga as ações do Pacto e realiza campanhas de motivação para que outras empresas também façam parte do Programa Na Mão Certa.
  • Os escritórios da empresa no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina criaram um folder de sensibilização voltado para o público interno e externo. A distribuição é feita também para motoristas que trabalham em outras empresas;
  • O programa de treinamento da empresa, chamado “Qualidade de Vida Augusta”, incorporou o Programa Na Mão Certa entre os treinamentos realizados por educadores e psicólogos.

A Augusta também divulga anúncios nos meios de comunicação do Rio Grande do Sul, alertando para o problema e convocando as empresas do estado para também assinarem o Pacto. “A Augusta acredita que faz parte de um processo de melhoria contínua da sociedade, no qual o amanhã será melhor do que hoje”, publicou a empresa em sua página de internet: www.augusta.la

  Leia também  

Bovespa incorpora ESCA ao Índice de Sustentabilidade Empresarial
Empresas validam projeto de educação continuada do Programa Na Mão Certa
Mapa de vulnerabilidade: Minas Gerais
Uma visão geral dos Compromissos em Ações
Falha no ECA facilita o tráfico de adolescentes
Policial gerenciava rede de exploração sexual de crianças e adolescentes

 

Voltar