Programa Na Mão Certa

“Pacto de Santarém” une esforços no enfrentamento da violência sexual na Amazônia

O Pacto de Santarém estabelece uma série de compromissos para implementar ações de combate ao abuso e à exploração sexual na área de influência da rodovia, no trecho que liga Guarantã do Norte (MT) a Santarém (PA). A iniciativa faz parte do Projeto de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes na Área de Influência da Rodovia BR-163, desenvolvido pela Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) em parceria com a Comissão Interministerial de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

A coordenadora do Programa de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes da SEDH, Cristina Albuquerque, destacou a importância de organizar ações de forma integrada. “O objetivo é criar redes de enfrentamento da violência sexual. Nós assinamos o Pacto e, junto com ele, outros documentos que começam a dar concretude aos compromissos assumidos”.

A pavimentação do trecho de cerca de mil quilômetros da BR-163 é uma das principais obras previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Para a secretária municipal de Educação de Santarém, Luciene Pinheiro, uma ação de combate à exploração sexual nas proximidades da rodovia é estratégica neste momento. “Pela primeira vez está sendo feito um trabalho antes do asfaltamento de uma rodovia federal: serão implantadas políticas de prevenção ao abuso e exploração de crianças e adolescentes”, afirmou.

O inspetor Alexandre Castilho, da Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal (PRF), disse que, com a abertura da rodovia, certamente as cidades em torno dela vão crescer: “Vai aumentar a população e, provavelmente, as práticas criminosas também acompanharão esse crescimento". Ele acrescentou que o trabalho feito antes que o problema aconteça certamente cria mais possibilidades de se ter uma situação mais confortável no futuro.

Voltar